São Pedro Claver

9 de Setembro | Santo(a)

Hoje relembramos a história e o exemplo de São Pedro Claver que nasceu em Verdú, na Catalunha, no ano de 1580, no berço de uma família muito cristã.

Os pais de Pedro sempre foram muito religiosos, tanto que enviaram o jovem a Solsona para estudar os primeiros elementos de gramática. Logo aos 15 anos lhe foi conferida a primeira tonsura, e aos 21 entrou na Companhia de Jesus em Barcelona.

São Pedro era devotissimo da Virgem Maria e um profundo adorador de Jesus Eucarístico. Após os estudos, Pedro foi ordenado sacerdote e enviado como missionário à Cartagena, porto da Colômbia, onde viveu seu apostolado entre os escravos por mais de quarenta anos.

Vivendo em Cartagena, São Pedro Claver se viu diante de um dos três portos negreiros da América Espanhola, onde chegavam 12 a 14 navios carregados de escravos anualmente.

O papa Leão XIII, ao canonizar São Pedro Claver, declarou: “Pedro Claver é o santo que mais me impressionou depois da vida de Cristo”.

Nasceu em Verdú, na Catalunha (Espanha) em 1580. Desejando os piedosos pais consagrar o filho ao serviço do altar, enviaram Pedro à Solsona para estudar os primeiros elementos da gramática. Com 15 anos, o Bispo de Solsona conferiu-lhe a primeira tonsura e, aos 21 anos, entrou na Companhia de Jesus em Barcelona. Pedro era devotissimo da Virgem Maria e um profundo adorador de Jesus Eucarístico. Após os estudos, Pedro foi ordenado sacerdote e enviado como missionário à Cartagena, porto da Colômbia, onde viveu seu apostolado entre os escravos por mais de quarenta anos.

Em Cartagena, Pedro Claver estava diante de um dos três portos negreiros da América Espanhola, onde a cada ano chegavam de 12 a 14 navios carregados de escravos.

Os escravos trazidos ou “roubados” da África ficavam durante a viagem nos porões escuros do navio, que não tinham condições para abrigar seres humanos. Eram tratados com menos cuidado do que os animais selvagens, e por fim os que não morriam, eram vendidos.

Neste período muitos missionários levantaram a voz contra a desumanidade, porém eram perseguidos e acabaram expulsos. Inclusive neste período o Papa proibiu o comércio de escravos por inúmeras vezes, mas as autoridades e comerciantes não se sentiam comovidos pela voz da Santa Igreja.

Dentre os missionários que se levantaram em favor dos escravos estava São Pedro Claver que dedicou mais de quarenta anos à servi-los, e cuidar tanto de seu físico quanto espiritual, chegando a evangelizar um por um.

No dia 3 de abril de 1622, São Pedro Claver acrescentou aos votos religiosos de sua profissão mais um voto: o de gastar a vida inteira ao serviço dos negros escravos. Testificando este voto, escreveu de próprio punho: “para sempre escravo dos negros”.

Vítima da caridade, acabou morrendo em 1654, com 74 anos de idade e 52 anos de vida religiosa, quando ao socorrer o Cristo excluído e chagado, pegou uma terrível peste.

Foi declarado pelo Papa Pio X especial patrono de todas as missões entre os negros.

Calendário

Destaque

Chega mais!
Ronney e Karine
Diferente.tv
© Copyright 2019

Jesus não é uma ideia, um sentimento, uma recordação! Jesus é uma pessoa, sempre viva e presente conosco!

São João Paulo II

DESENVOLVIDO POR 3PIXELS